ONG CAPINA - Cooperação e Apoio a Projetos de Inspiração Alternativa

© 2013 by Puro Movimento. All rights reserved

LOGO_CAPINA_30anos_horizontal.jpg
Conheça mais sobre nossa história!

No final dos anos 1980, frente ao crescimento do número de iniciativas econômicas populares urbanas e rurais e à falta de conhecimento e experiência desses atores sociais nos campos da administração e da gestão, se tornava inadiável a criação de um serviço de cooperação e apoio a tais empreendimentos.

 

Alguns educadores e outros profissionais com atuação junto a instituições de apoio aos movimentos populares e suas lutas, sensíveis e preocupados em responder àquela demanda específica, se articularam e fundaram - em 1 de novembro de 1988 -  uma organização da sociedade civil denominada CAPINA - Cooperação e Apoio a Projetos de Inspiração Alternativa.

 

Contemporânea a uma nova fase da vida política brasileira, pós Constituição democrática (1988), a CAPINA nasce na busca de qualificar a formação dos trabalhadores e, especificamente, suprir as carências e a precariedade de conhecimentos dos mesmos nos campos da gestão administrativa, tecnológica e social.

 

Atuar no campo da "Economia dos Setores Populares" buscando a afirmação da cidadania dos trabalhadores. Entendendo cidadania como a capacidade de crítica, de resistência e de incidência sobre as condições que geram as desigualdades e a deterioração social, política e ambiental.

Consideramos "Economia dos Setores Populares" como toda e qualquer atividade econômica de resistência à falta dos meios de sustentação da vida.

Isto é, atividades que possuem uma racionalidade econômica ancorada na geração de recursos (monetários ou não) destinados a promover e repor os meios de vida, e na utilização de recursos humanos próprios, agregando, portanto, unidades de trabalho e não de inversão de capital.

 

Os empreendimentos da economia dos setores populares se afirmarem como vetores de desenvolvimento de segmentos da sociedade civil.